Em plena crise, integrante da “Turma do Guardanapo” de Cabral abriu 4 bares em 5 meses nos pontos mais caros do Rio

Você pode gostar...

36 Resultados

  1. Gabriel Rezende disse:

    “(…) não faz distinção de público”: canalhas!

  2. Vinícius disse:

    Isso é uma bela teia de aranha, não existe lisura e honestidade. A corrupção e os benefícios provenientes desta permeia a administração pública.

  3. Maria José disse:

    Que quadrilha!!!

  4. adriana Bocaiuva disse:

    Felicidade encontrar esse jornalismo de resistência por aqui! Vida linga ao Spotlight! Adorei o nome)

  5. Gustavo disse:

    Parabéns Lucio pelo excelente reportagem. Nós nos encontramos na saída da praia do Leblon há 2 semanas quando vc me contou sobre o canal. Continue fazendo esse jornalismo independente e de alta qualidade, estilo antigo Bate Bola! Um grande abraço

  6. Alcides disse:

    Gostaria que vocês verificassem a violação à Lei do Silêncio, o que acontece aos fins de semana. No ano novo aquilo lá parecia uma boate.

  7. Alexandre Loureiro disse:

    Todos na cadeia

  8. Wilminha disse:

    Não vejo qual o problema de se colocar um Barbacana que vvaloriza a nossa orla.
    No Nordeste tem vários restaurantes na orla super transações.
    Eu apoio essa novidade, diga se de passagem, não é só dessas pessoas.

  9. Vilson Antônio Ferreira disse:

    Precisamos de mais Lucios de Castro por esse Brasil à fora. Parabéns

  10. Guga disse:

    No Riba da praia do Pepê, violaram a grade que protege a vegetação da duna oferecendo a seus clientes um “ambiente” para curtir pdsol e uma péssima programação de musica ao vivo, com publico de comportamento indesejável, típico de plateias de funk, axe e samba.
    O que busca -se evitar no bairro; espero que isso entre tb na conta deles e ajude a pagarem por outros crimes conf. excelente matéria.
    Parabéns Spotlight!

  11. Guilherme disse:

    Não foi coincidência o sumiço do Lúcio de Castro da ESPN, a verdade é que ele foi colocado na geladeira pela alta direção, pois, com sua veia investigativa e sua total independência, Lúcio significaria problemas na arrecadação de verba publicitária de grandes empresas públicas, e foi num momento da entrada de um maciço patrocínio da Caixa Econômica e do Banco do Brasil. O Lúcio tinha acabado de fazer uma matéria investigativa , o “Dossiê do Vôlei” , onde fortunas em dinheiro público eram desviadas por dirigentes esportivos e outros p/ fins pessoais.

  12. Laerte Alves de Carvalho disse:

    Como não faz distinção de público? Quem pode pagar os preços cobrados nesse bar de ladrões milionários, além dos amiguinhos dos sócios ladrões corruptos.

  13. ALVARO BARBOSA disse:

    E agora o famigerado gerador com seu barril de óleo, se mudou para o quiosque ao lado de nome AZU. Portanto o desrespeito só mudou de endereço.

  14. Zeca Domingues disse:

    Pelo visto vamos ter muita gente presa ainda no Rio de Janeiro por conta dessa teia de mafiosos.
    Espero que dessa vez o Rio seja passado a limpo de verdade como o próprio Eike disse…..rsssss

  15. Ricardo Vaz disse:

    Parabéns Spotlight, parabéns Lúcio de Castro. Vamos tentar boicotar esses bares e restaurantes (que eu nunca frequentei). Mas acredito que o plano do negócio visa mesmo os coxinhas da orla e alhures, que não vão boicotar. Aliás, estranhei não surgir um ligação mais comprometedora com o João da Rio Orla. Esse cara tem histórias.

  16. Jan disse:

    Adorei a reportagem. Este boteco safado está transformando o leblon em um bar a ceu aberto incomodando todos os moradores de iptu carissimo. Tem mais é que fechar senao vira Bg que é outro antro de corrupcao e bandidagem.

  17. Pedro Cavalcanti disse:

    O gerador continua lá. Agora entre o Azur e o Riba!

  18. Flavia disse:

    Já frequentei diversas vezes o lugar,não sou uma pessoa de poder aquisitivo da alta sociedade mas acho sim que é pra todos os públicos,os preços são acessíveis sim!Por esses dias até fiquei surpresa de ver que o Riba é um dos incentivadores do praia para todos que é um programa que promove a inclusão de pessoas deficientes físicas a frequentarem a praia achei a ideia massa,eu curto a pág no Facebook do praia para todos e fiquei até surpresa,achei legal a iniciativa,agora falar que eles fazem distinção de público,isso é mentira,como em qualquer bar tem sua área VIP vamos onde nosso dinheiro da e não é nada de absurdo as refeições de lá!

  19. Bernardo disse:

    Ótimo material, Lucio. Consistente. Apurado. Firme.
    Agora os comentários me assustam. Tanto os dois inconformados quanto dos defensores do Leblon. rs

  20. Alexandre Kacelnik disse:

    E pensar que Ariadne Coelho era fichinha, hein?

  21. Jonas Marins disse:

    Parabéns pela reportagem. Que venham outras mais…

  22. Maria Auxiliadora de Abreu disse:

    Parabéns sempre lúcido Lúcio de Castro.

  23. Deires Santos disse:

    Gente não basta só postar, temos que fazer um movimento contra estes desmandos.

  24. nardini disse:

    Parabéns pela reportagem.

  25. Pat disse:

    Minha gente! A matéria parece séria. É muito detalhada, consistente, apresenta documentos comprobatórios, permitiu que os envolvidos tivessem direito de resposta (coisas raras de ver ultimamente). Mereceu minha atenção e crédito. Esses bares não levam mais nenhum centavo do meu dinheiro, até porque parece que já contribuí com o “sucesso de sua operação” mesmo sem ter sido consultada!

  26. Fernanda disse:

    E o Manekineko? E a Hstern? E quantas mais estão envolvidas? A única parte boa disso tudo, se existe, é que bem ou mal, estão gerando centenas de empregos….se fecharem, mais gente vai pra rua!

  27. Alves disse:

    descobri a pouco que o Riba é um dos incentivadores do praia para todos que é um programa que promove a inclusão de pessoas deficientes físicas a frequentarem a praia e achei legal a iniciativa, difícil vermos atitudes como essa hoje em dia, agora falar que invadiram a praia que isso ou aquilo , muitos que criticam aqui moram na orla pelo visto, não acham que algum dia em um Passado não tão distante as construções que hoje muitos de vocês moram não invadiu a praia? Pesquisem fotos bem antigas da orla, quantas festas são dadas na cobertura desses prédios, e o barulho dos carros? Então teriamos que acabar com a selva de cimento que virou os grandes centros e voltarmos pra idade da pedra, qualquer bar tem sua área VIP, seja ele na favela ou em boates na zona sul, todos nós temos livre arbítrio em escolher onde frequentar, ninguém obriga ninguém a nada, infelizmente as pessoas só querem pesquisar as coisas negativas e não procuram o outro lado da história, acho engraçado a hipocrisia da sociedade por N motivos. não sei quem são os donos, se são amigos ou não de pessoas que são alvos de investigação no MP, mas uma pergunta? É crime você ser amigo ou filho de alguém que cometeu algum ato ilícito? Essas pessoas serão amaldiçoadas pelo resto de suas vidas? Aqui no Brasil tudo que dá certo é visto com maus olhos, todo mundo pensa: “nossa como ele conseguiu?”…

  28. Ana disse:

    Parabéns pela reportagem! Esae Bar Riba foi aberto e funciona sob a égide da infração, ilegalidade e acobertamento da administração Paes. Aliás características bem típicas da Republica de Mangaratiba! Aqui na General Urquiza ( o primeiro aberto por eles) é sucessão de absurdos: 1) alteraram a fachada de um prédio tombado pela APAC afrontosamente, e2) receberam um alvara ILEGAL pois bar não pode funcionar em Zona Residencial, que é o caso da Urquiza com o agravante de ser em predio residencial ( o que nao pode nem em CB1 como a Dias Ferreira); 3) coloca mesas e cadeiras no afastamento frontal sem autorizaçao dos moradores do predio; 4) usa o afastamento para seu depósito noturno de mesas, cadeiras, freezer! VERGONHa! Há quase um ano os moradores não dormem direito e nao tem sossego! Imaginem uma festa debaixo da sua janela todos os dias até altas horas da madrugada??? É isso que a administracao PAES, amiguinhos da MASAn e Magalhaes Pinto fez! Nunca respondeu aos sucessivos processos e pedidos dos moradores!

  29. Roberto iunes disse:

    Lucio sensacional

  30. Júlio disse:

    BOICOTE JÁ !!!!!

  1. 01/02/2017

    […] Em plena crise, integrante da “Turma do Guardanapo” de Cabral abriu 4 bares em 5 meses n… […]

  2. 02/02/2017

    […] Leia mais: http://agenciasportlight.com.br/index.php/2017/01/31/em-plena-crise-integrante-da-turma-do-guardanap… […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.