Autor: Lúcio de Castro

1

Negócio entre confederações de judô e vôlei usa dinheiro público no preço mais alto

Dois amigos recebem verba do estado. Combinam que um vai prestar serviço ao outro. Acertam um valor. Sem controle de quem deu o dinheiro. Resultado: a ação entre a Confederação Brasileira de Judô (CBJ) e Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) faz com que o dinheiro público pague despesas entre eles com preços inflacionados.

Leia mais ->.
14

Um crime deve ser desfeito: um plebiscito já para derrubar o new Maracanã

O que Nimrud, Hatra, Palmira e o Maracanã tem em comum? Todos eram patrimônios históricos e foram derrubados. Os três primeiros pelo Estado Islâmico. O último pelo Estado de Sérgio Cabral.
Nimrud, sítio arqueológico no atual Iraque, foi uma cidade assíria há 2.300 anos. Hatra ficou marcada como a capital do primeiro reino árabe, tendo resistido à invasão do Império Romano. Palmira um exuberante centro comercial romano no mundo árabe. E o Maracanã foi o templo como nenhuma outra cidade em qualquer tempo ou espaço jamais amou igual.

Leia mais ->.
8

O esporte brasileiro tem que acabar

“Meu nome é Roberto Nascimento, sou tenente-coronel da Polícia Militar do Rio de Janeiro e dediquei 21 anos da minha vida para a polícia, de modo que não é fácil o que vou dizer aqui agora mas a verdade é que a PM do Rio tem que acabar”. Sonhei muitas vezes em poder repetir a cena em Wagner Moura dá vida ao maior ferrabrás da história do cinema nacional, o Capitão Nascimento, em seu pronunciamento na Assembleia Legislativa do Rio, na histórica cena de Tropa de Elite 2.

Leia mais ->.
1

Investigado na Lava Jato, líder do governo faz lobby por CBJ na Petrobras

Investigado por participação no esquema de corrupção da Petrobras na Lava Jato, o líder do governo na Câmara, André Moura (PSC-SE), é um dos lobistas da Confederação Brasileira de Judô (CBJ) pela renovação e aumento do valor no contrato de patrocínio da estatal. O colega de base parlamentar Luis Tibé (PT do B- MG) também tem participado dos esforços.

Leia mais ->.