Categoria: Opinião

0

O incrível não é o roubo do caminhão. O escândalo é que na favela da Pedreira a expectativa de vida é igual a do Haiti.

A imagem rasgou a tela. A voz do apresentador e a narração mais ainda.

Eram as primeiras horas da sexta-feira, 8 de dezembro.

A edição do Bom Dia Rio corria sonolenta como é natural ao horário. De repente, uma virada. Um incrível flagrante: um roubo de carga em um caminhão ao vivo. Para completar, a 500 metros de uma blitz de soldados da Força Nacional.

Na favela da Pedreira, no chamado Complexo da Pedreira, em Costa Barros, zona norte do Rio, formado pelas favelas da Pedreira, Lagartixa, Quitanda, Final Feliz, Terrinha e algumas outras pequenas comunidades.

Sequestrado, o caminhão encostou na favela e foi descarregado, sob a vigilância de traficantes armados com fuzil.

Leia mais ->.
16

De Giba a Paolo Guerrero: uma viagem através do tempo em 14 anos de nossa imprensa e algumas breves memórias

“Ah, memória, inimiga mortal do meu repouso”!

Valhei-me Miguel de Cervantes. Nesse exato momento, tuas palavras soam como bate-estaca em minha cabeça. Lembranças são assim, puxa-se a primeira e as demais vão desaguando feito cachoeira. E quanto mais o tempo anda em nossas vidas, mais forte vem essas águas.

O gatilho pode ser a coisa mais banal. É como aquela brincadeira de falar uma palavra e o outro dá sequência ao jogo com outra que imagina se relacionar com aquela. Sabe lá como termina. Começa com “bola” e pode acabar com “física quântica”. Ou vice-versa.

Foi assim desde que saíram as primeiras notícias do doping de Paolo Guerrero. Um turbilhão de memória se ativou.

Leia mais ->.
4

Agência Sportlight recebe menção pelo “Dossiê Rio-2016” no “Premio Latinoamericano de Periodismo de Investigación”

Antes mesmo de completar um ano de vida, a Agência Sportlight de Jornalimo Investigativo já cruza as fronteiras do Brasil com uma importante distinção internacional. O “Dossiê Rio-2016”, série de reportagens sobre as Olimpíadas, recebeu “Menção Honrosa” no “Premio Latinoamericano de Periodismo de Investigación”, um dos principais do continente.

Leia mais ->.
3

As aventuras de um cadeeiro: sob o comando de Cabral, “La Catedral” de Benfica promete ser um dos “points” do verão carioca

Eram animados os dias em La Catedral.

A menos de uma hora de Medellín, com vista privilegiada das montanhas colombianas e muito conforto.

Tinha sala de lazer, jogos, de TV e até sauna.

Foi o símbolo maior de um estado de cócoras para um criminoso.

Pablo Escobar recebia amigos, comparsas, prostitutas, jogadores de futebol, familiares na hora em que queria e todas as mordomias possíveis naqueles dias de junho de 1991.

Desaforo dos desaforos, mandara construir a própria prisão para enfim “aceitar” ser preso pelo estado. Deu as cartas até na hora da rendição. Até a fuga um ano depois, em julho de 1992.

A Cadeia Pública José Frederico Marques, mais conhecida como “Benfica”, por estar no bairro do mesmo nome, não chega a ser uma La Catedral. É lá que Sergio Cabral está preso, depois de breve estadia em Bangu 8, entre 17 de novembro de 2016 até 28 de maio último, quando o ex-governador chegou a nova morada onde é hóspede do estado que comandou por 8 anos e que saqueou impiedosamente.

Leia mais ->.
32

Adriano Imperador, Eduardo Galeano e uma imprensa que não olha o próprio rabo

No último dia 12 de setembro, o empresário português Nuno Vasconcellos foi condenado a um ano e quatro meses de detenção. Por um episódio de três anos antes, no dia 6 de fevereiro de 2014, de acordo com boletim de ocorrência no 11º Distrito Policial, Santo Amaro, zona sul de São Paulo.

De acordo com o registro, Nuno Vasconcellos deu pontapé na coxa direita da sua mulher, Daniela Rodrigues Moreira. Em seguida, um soco em seu rosto, fazendo com que ela batesse a cabeça na parede, causando uma lesão na testa. E depois outro soco, desta vez nas costas, caindo no chão. A condenação do empresário, milionário, branco, 53 anos e capaz de pagar os melhores advogados, é em regime aberto.

Leia mais ->.
34

Série de reportagens sobre uso de verba pública na Confederação de Basquete é premiada

Começou com pedido 99908000047201510 na Lei de Acesso à Informação (LAI) feito junto a Eletrobras. Era o ano de 2015.
“Solicito as prestações de contas e relatórios da Confederação Brasileira de Basquete (CBB) enviados para a Eletrobrás dos anos de 2009 até 2013”.
Terminou (ou não) na noite de ontem, no palco do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, com a conquista do Prêmio Petrobras de Jornalismo.

Leia mais ->.
4

O “Dia da Marmota”: em pleno caos pós-grandes eventos, surge a salvação! Um calendário de…grandes eventos!

Só pode ser o “Dia da Marmota”.
A segunda-feira amanheceu tenebrosa demais para quem passou a última década escutando e lendo que “os grandes eventos iriam ser a nossa redenção”.
Que o impacto na economia seria tão espetacular a ponto de tempos de prosperidade inigualáveis. Cachoeiras de mel e nuvens de algodão-doce estariam no fim da linha, quando Copa do Mundo e Olimpíadas encerrassem.

Leia mais ->.